Dia de Praia

Ionit Zilberman

Nascida na cidade de Tel Aviv, em Israel, mudou-se com seus pais para São Paulo aos seis anos de idade.

Formada em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado, trabalhou por muitos anos ilustrando para as principais revistas do país.

A partir de 2006, passou a dedicar-se exclusivamente a ilustrar obras de literatura infantil, tendo publicado 42 livros no Brasil, alguns deles também publicados em países da Europa e da Ásia.

Entre eles: “Até as princesas soltam pum” (Ed. Brinque-book) sua primeira obra em parceria com o escritor Ilan Brenman, “Zoo zureta” (Ed. Cia. das Letras), em parceria com Fabrício Corsaletti e “Hocus Pocus” (Ed. Cia. das Letras), em parceria com Kiara Terra.

Em 2011, participou da mostra “Linhas de Histórias – um panorama do livro ilustrado no Brasil”, organizada pelo SESC, com curadoria de Odilon Moraes, Fernando Vilela e Katia Canton, que selecionou os trabalhos mais significativos de 40 ilustradores brasileiros desde os anos 70 até 2010.

Em 2014, ilustrou o livro “A história verdadeira do sapo Luiz”, escrito por Luiz Ruffato, obra que recebeu, em 2016, o Prêmio Jabuti na categoria Melhor livro infantil.

Neste ano (2016) está entre os finalistas do Prêmio Jabuti com a obra “Não, sim, talvez” (SESI editora), em parceria com Raquel Matsushita, na categoria Melhor livro infantil digital.

A ilustradora faz uso de diversas técnicas e materiais em seu trabalho: pintura em papel e madeira, colagem de objetos tridimensionais como folhas, flores, embalagens usadas, botões, tecidos e até bordado.